11 livros sobre deficiência física que você deveria ler

 

 

Para as pessoas com deficiência, sempre é importante obter informações sobre como melhorar a qualidade de vida, por meio de atividades físicas, por exemplo. Também é uma necessidade buscar motivação e inspiração. Neste sentido, existem livros sobre deficiência física que podem ser considerados depósitos de sabedoria.

Há diversas obras que abarcam sobre esse tema, algumas que falam sobre o amor familiar, outras que abordam temas da vida profissional. Quer saber mais? Acompanhe este texto e conheça 11 obras que falam sobre diversas questões da deficiência física!

 

1. Ainda Sou Eu — Memórias

Esta obra tem um personagem muito famoso, que provavelmente você o conhece: o Super-Homem. Apesar disso, este livro não trata das histórias de aventura desse personagem. Na verdade, é a autobiografia do ator que está por trás da versão mais famosa do Homem de Aço no cinema, Christopher Reeve.

Após o acidente que o deixou tetraplégico, Reeve resolve contar suas histórias para o mundo. No livro, ele fala sobre a carreira de ator e descreve a complexa relação com os pais e a luta incansável de lidar com a condição de pessoa com deficiência. Não há como não se emocionar com a perspectiva de vida desse grande herói — dentro e fora das telas.

2. A Saga de um Campeão

O esporte feito em alto mar é realmente muito desafiador. E desafio é o que o atleta Lars Grael gosta de enfrentar. Em 1998, seu veleiro foi atingido por uma lancha em alta velocidade. Esse acidente acabou lhe custando uma perna.

No seu livro A Saga de um Campeão, Lars conta os detalhes do momento em que ficou entre a vida e a morte em consequência do acidente e também narra a reconstrução da sua carreira.

3. Conheça a Noite

A autora Maria Mutch é uma poeta que usa técnicas literárias criativas em sua prosa, como o jogo de palavras, a metáfora, o ponto e o contraponto.

O livro não é apenas uma memória pessoal sobre como criar uma criança com múltiplas deficiências físicas: é também uma meditação minuciosamente pesquisada sobre a natureza da noite, escuridão, vigília noturna, isolamento, exploração e jazz. A explicação da autora é original e esperançosa.

4. Criptionary: Disability Humor and Satire

Este livro é uma arma única contra a ignorância. Escrito em formato de dicionário, a autora Maria Palacios toma plena posse de termos depreciativos e ofensivos sobre pessoas com deficiência.

Talvez a maior magia do livro seja o fato de que cada ideia é desconstruída, mostrando como se deve tratar pessoas com deficiência física.

3. Os Fundamentos Revisados ​​da Assistência: um romance

Do autor de best-sellers do New York Times Jonathan Evison, este livro conta a história de um cuidador profissional que enfrentou uma tremenda perda em sua vida. Ele começa por fazer um trabalho cuidando de um jovem com distrofia muscular de Duchenne.

O romance, como a vida, está cheia de detalhes obscuros e felizes. Algumas das cenas mais divertidas são as conversas cruas entre o cuidador e o jovem.

4. Mais Espesso do que a Água: ensaios por irmãos adultos de pessoas com deficiência

O livro contém 39 mini-memórias, muitas das quais têm apenas 4 ou 5 páginas. É interessante observar como é construída a dinâmica familiar durante a transição da pessoa com deficiência para a idade adulta.

Sob o olhar de irmãos, as memórias conseguem cobrir uma ampla gama de perspectivas.

5. A Beleza é um Verbo

Editado por Jennifer Bartlett, Sheila Black e Michael Northen, este livro é uma antologia de poesia de 37 autores com deficiência. Cada seção começa com a declaração do artista sobre seu trabalho, seguida de uma seleção de poemas em estilos experimentais. A obra pode ser entendida como um exemplo de educação inclusiva.

6. Olhando para Trás

Editado por Kenny Fries, este livro é uma antologia incomum. Estão reunidas histórias de não ficção, ficção, poesia e drama. Participam da obras 37 escritores com deficiência. Temas de conexão, humanidade e justiça social atravessam todas as histórias.

7. Do Outro Lado do sol

Aos 19 anos, Kátia Iuriko Ito foi vítima de um angioma cerebral, que danificou de forma radical os seus movimentos do corpo. Com isso, ela teve que refazer a sua história pessoal, reaprender a ler e escrever, e imaginar o mundo de outra forma. O livro é uma lição de vida.

8. Feliz Ano Velho

Marcelo Rubens Paiva sofreu um grave acidente após mergulhar em um lago a poucos dias do Natal de 1979, que o deixou tetraplégico. Nesta autobiografia, Marcelo não apenas narra a experiência de pessoa com deficiência, mas também descreve momentos importantes da história do Brasil. Não é à toa que essa obra é considerada uma referência na literatura brasileira contemporânea.

9. Salvando Meu Filho

Richard Galli narra os 10 dias que se seguiram ao acidente com Jeffrey, seu filho de 17 anos. Jeffrey mergulhou numa piscina e bateu a cabeça. Embora tenha sido salvo pelo pai, o rapaz ficou tetraplégico por conta da forte batida da queda.

Galli, no entanto, encara um futuro não imaginado para o filho e sente as dificuldades que ele vai enfrentar. Esta obra é um convite para refletirmos sobre escolhas que fazemos.

10. Devoção

Este livro descreve a trajetória de Dick e Rick Hoyt, pai e filho que têm uma ligação de amor e apoio incondicional. A história de ambos é referência quando assunto é coragem. Dick e Rick são exemplo não apenas para as pessoas com algum tipo de deficiência, mas sim para todos nós.

11. Sem Asas ao Amanhecer

Luciana Scotti, quando jovem, teve uma trombose cerebral e ficou muda e tetraplégica. No livro, a escritora revela sua história, seus medos, sua força pela vontade de viver.

Esses são alguns dos melhores livros sobre deficiência física. É importante observar que essas obras são tanto para pessoas que têm deficiência como para quem não tem. Afinal, as informações que o tema oferece são valiosas.

Por isso, compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude amigos e parentes a se inteirarem melhor sobre a realidade das pessoas com deficiência!

 

 

Fonte: Blog freedom