A história de um herói de carne e osso, mas sem pernas

Uma história real, emocionante do começo ao fim, mostra o drama do jovem Jeff Bauman, que perdeu as duas pernas no atentado da Maratona de Boston, em 2013. Na tentativa de reconquistar a namorada que participava da corrida, ele vai esperá-la na linha de chegada, no exato local em que duas bombas são detonadas.

O filme mescla imagens da época, exibidas na TV e jornais, com cenas gravadas no estúdio em Massachusets. O fio condutor é o livro “Stronger”, do próprio Bauman, lançado no Brasil como “O que te faz mais forte”. Depois de sobreviver ao ataque terrorista, o rapaz ajuda na identificação dos autores e se torna, de uma hora para outra, um heroi nacional americano.

O filme é uma bem construída torrente de emoções, contraditórias e incrivelmente verdadeiras. Do próprio Bauman, interpretado pelo excelente Jake Gyllenhaal, da namorada que vai apoiá-lo, Tatiana Maslany, e da sogra problemática Miranda Richardson, que quer manter a ordem familiar invadida pela nora em plena crise. Sem falar dos sentimentos do país, que vê no rapaz um símbolo de resistência aos ataques.

Apesar disso, o Bauman que emerge do filme nada tem dos heróis hollywoodianos. É um homem comum, de carne e osso, cheio de fraquezas e contradições. Um funcionário obscuro de uma empresa de alimentação que precisa aprender a se portar em público como herói, sem ter esta vontade nem estar preparado.

Chama atenção no filme, a competência da direção de David Gordon Green em revelar, de forma aberta, quase íntima, a experiência da amputação. Do abrir os olhos no hospital e descobrir o que aconteceu à volta para casa na cadeira de rodas. Da exaustão na fisioterapia à insegurança dos primeiros passos com próteses.

Com efeitos visuais, truques de câmera e uma montagem competente, Bauman aparece o tempo todo com as pernas cortadas. No esforço em ser fiel aos fatos, o filme inclui momentos de humor, como quedas bizarras que todo amputado sofre e infrações de trânsito quando Bauman tenta voltar a dirigir.

Há espaço ainda para a relação de pessoas reais com um amputado. Relações que variam da indiferença à colaboração sem pedir nada em troca. O que te faz mais forte é um pedaço de um mundo confuso, complexo e contraditório, muito além dos estereótipos dos filmes de heróis.

Por Enio Lucciola

—————————————-

Serviço:

Filme – O que te faz mais forte

Título original – Stronger

1h59min

Estreia em 50 cinemas nesta quinta, 8 de fevereiro de 2018.

Assista ao trailer oficial aqui: https://youtu.be/_XumpBnmRWQ