Competição na Itália marca volta do triatleta Marcelo Collet

 

Neste sábado, 30 de junho de 2018, a Seleção Brasileira de triatlo participa da etapa de Isseo do World Paratriathlon Series, o circuito mundial da modalidade. A competição marca a volta do triatleta Marcelo Collet, da classe PTS4, que, no ano passado, fez uma cirurgia de amputação abaixo do joelho por indicação médica, após meses com um ferimento sem cicatrização. Nesta etapa do circuito mundial, o Brasil ainda contará com Fernando Aranha (PTWC), Carlos Viana (PTS5), Jorge Fonseca (PTS4) e André Barbieri (PTS2).

Aos 17 anos, Collet foi atropelado e ficou com sequelas na panturrilha esquerda. Durante a temporada passada, feriu o pé esquerdo, onde tinha menos sensibilidade e, após análise médica, decidiu amputar a perna no meio da panturrilha (transtibial), para melhor qualidade de vida e rendimento esportivo. A cirurgia aconteceu em outubro de 2017 e, com apenas seis meses de cirurgia, Collet participou de sua primeira competição, pela natação, durante a etapa regional norte-nordeste do Circuito Loterias Caixa, em Aracaju, Sergipe.

No mês passado, ele também disputou o campeonato baiano de triatlo, em Salvador, evento que serviu como teste para o atleta. “Essa competição foi para testar as próteses, a transição e deu tudo certo. Na Itália, darei o meu melhor, mesmo sem estar na minha melhor fase e ainda em adaptação à prótese de corrida. Estou bem ansioso e feliz por poder voltar a competir internacionalmente”, comentou o triatleta de 37 anos.

Marcelo começou no paradesporto como nadador e é dono de oito medalhas (duas de ouros, duas de prata e quatro de bronze), conquistadas nos Jogos Parapan-Americanos de 2003 e 2007. Em 2010, com duas participações em Jogos Paralímpicos (Atenas 2004 e Pequim 2008), tornou-se o primeiro paratleta a atravessar o Canal da Mancha.

Collet e a delegação brasileira estão em Portugal desde o dia 23 deste mês para treinamentos. “Estamos em um centro de treinamento muito bom, ajustando as últimas coisas para as competições. Temos duas etapas do circuito mundial e eu vou brigar por uma vaga na grande final, em setembro, na Austrália”, afirmou. Após a etapa de Isseo, a equipe retorna a Portugal para mais uma preparação intensa visando a etapa do circuito mundial de Edmonton, no Canadá, de 27 a 29 de julho.

 

 

 

Fonte: Assessoria de imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro ([email protected])